segunda-feira, 30 de novembro de 2009

MAMADEIRA ESQUENTA O LEITE

Quem tem bebê em casa sabe como é cansativo acordar de madrugada para esquentar a mamadeira. O casal Farah e Jim Shaikh resolveu facilitar a vida dos pais criando uma mamadeira que esquenta o leite sozinha.

A Yoomi Baby Bottle é muito simples de usar: é só apertar um botão e esperar 60 segundos para que o leite atinja a temperatura do leite materno natural (32-34°C). O sistema funciona com uma solução especial localizada dentro de uma peça que se encaixa abaixo do bico. A mamadeira Yoomi custa £22 (R$) na loja inglesa John Lewis.

http://www.johnlewis.com /230687607/Product.aspx.

TWITTER T1K

Um encontro em São Paulo pretende reunir os usuários do Twitter com mais de mil seguidores no próximo dia 5 de dezembro. Chamado de T1K, o evento terá debates, painéis e um coquetel.

O T1k, que terá transmissão pela internet, vai acontecer no The Hub (Rua Bela Cintra, 409), São Paulo, das 16h às 22h. As inscrições podem ser feitas no site do evento www.t1k.com.br.

OAB cria corregedoria para fiscalizar seus filiados

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) federal criou, no mês passado, uma corregedoria para fiscalizar a atuação das seções estaduais nos casos de denúncias contra inscritos.

O Conselho Federal da OAB percebeu que o número de queixas cresceu significativamente nos últimos anos, mas a quantidade de julgamentos de advogados acusados de práticas como enganar os clientes não acompanhou essa elevação. A intenção é impedir que o corporativismo prevaleça.

"Com a massificação da profissão dos advogados, decorrente da proliferação de faculdades, o número de infrações disciplinares cresce assustadoramente", afirma o criminalista Alberto Zacharias Toron, escolhido pela entidade para ser o primeiro corregedor-geral.

Segundo Toron, "contribui para esse quadro também a árida realidade socioeconômica". "Alguns agem por desespero mesmo. Faltam clientes, sobram profissionais e os honorários são minguados."

A inspiração para a criação da corregedoria da OAB veio do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), órgão responsável pelo controle administrativo e disciplinar do Poder Judiciário, afirma o criminalista.

A corregedoria do CNJ tem agido com rigor nos casos em que os Judiciários dos Estados permitem morosidade e até impunidade nos processos disciplinares contra juízes.

Toron afirma que algumas medidas preventivas, como formalização da contratação dos defensores, por escrito, podem facilitar o sucesso dos clientes nas ações contra advogados.

As punições previstas pelo Estatuto da Advocacia são de censura, multa, suspensão e exclusão dos quadros da OAB.

Um procedimento contra um advogado começa com uma denúncia ao TED (Tribunal de Ética e Disciplina) das seções estaduais da OAB. Após o recebimento da acusação, é indicado um conselheiro da instituição para ser o relator do caso.

Uma decisão final só ocorre após a passagem por três instâncias, duas nas OABs estaduais e uma no Conselho Federal. De acordo com Toron, a duração total dos procedimentos, até a última instância, deveria ser de no máximo dois anos.

Para acelerar as ações, o advogado diz que serão adotadas medidas como a informatização de todo o trâmite. Denúncias podem ser encaminhadas por e-mail para corregedoria - geral@oab.org.br.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Advocacia Geral da União inaugura unidades jurídicas

A Advocacia-Geral da União (AGU) inaugura hoje duas unidades jurídicas em Mossoró. A solenidade de inauguração da Procuradoria-Seccional Federal T(PSF) e da Procuradoria Seccional da União (PSU) ocorrerá às 17h, na sede das duas unidades, localizada na Avenida Rio Branco, nº 1260, Centro.

Em Mossoró, a Procuradoria-Seccional Federal será responsável pela representação judicial, extrajudicial, consultoria e assessoramentos jurídicos de 151 autarquias e fundações públicas federais, em toda a região Oeste do Estado do RN. Dez procuradores federais atuarão nesta nova unidade da AGU, chefiados pela procuradora Adriana de Sousa Gomes.

Já à Procuradoria-Seccional da União caberá a representação judicial e extrajudicial da União em toda região Oeste no RN. Na chefia da PSU está a advogada da União, Caroline Bulhosa de Souza Nunes.

Nos termos do art. 131 da Constituição Federal, "a Advocacia-Geral da União é a instituição que, diretamente ou através de órgão vinculado, representa a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo".

Já a atuação consultiva da AGU se dá por meio do assessoramento e orientação dos dirigentes do Poder Executivo Federal, de suas autarquias e fundações públicas, para dar segurança jurídica aos atos administrativos que serão por elas praticados, notadamente quanto à materialização das políticas públicas, à viabilização jurídica das licitações e dos contratos e, ainda, na proposição e análise de medidas legislativas (leis, Medidas Provisórias, decretos e resoluções, entre outros) necessárias ao desenvolvimento e aprimoramento do Estado Brasileiro.

Além disso, são desenvolvidas atividades de conciliação e arbitramento e atuação que tem o dever de dar formatação jurídico-constitucional às políticas públicas, de forma a preservar os direitos e garantias fundamentais do cidadão e, em última análise, prevenir o surgimento de litígios ou disputas jurídicas.

Faculdade é lançada com anseio para novos cursos

A Diocese de Mossoró lançou ontem oficialmente a Faculdade Diocesana de Mossoró (FDM) com a possibilidade de abertura de novos cursos. Por enquanto, a faculdade contará apenas como curso de bacharelado em Teologia.


"O curso de Teologia é só o primeiro. Uma das possibilidades é o curso de Comunicação social. A diocese possui uma rádio, e a cidade tem um mercado amplo nessa área", destacou padre Sátiro Cavalcante Dantas, diretor da faculdade.

O curso superior de Teologia da FDM será mantido pela Fundação Santa Terezinha, sendo autorizado pelo Ministério da Educação através da portaria 839, em 25 de junho deste ano. "A diocese completou 75 anos em 2009 e esse curso veio justamente para completar o que faltava em Mossoró. Dentro do grande número de universidades que a cidade possui, essa nos dá capacidade de avaliar a fé e a razão", destacou o bispo Mariano Manzana.

A gerente executiva de Educação Ieda Chaves destacou que a faculdade recebeu duas comissões do Ministério da Educação, que trouxeram algumas exigências como: pelo menos um terço do corpo docente com formação na área, um terço com títulos de pós-graduação, além de um projeto político pedagógico e uma infraestrutura destacando a biblioteca, que deve oferecer um exemplar para cada grupo de dez alunos. "Nós acompanhamos as comissões e podemos garantir que a faculdade está dentro dos padrões do Mec", disse Ieda Chaves.

Padre Sátiro citou ainda que o bispo Mariano Manzana está aguardando do governo a devolução das instalações da Escola Cardeal Câmara, que funciona do complexo do Colégio Diocesano, para que esta seja adaptada como sede própria da FDM. "Já temos uma maquete que mostra como serão as futuras instalações. A intenção do bispo é que fique tudo dentro do complexo do Diocesano", disse o padre.

O coordenador do curso de teologia, padre Flávio Augusto destacou que a maioria dos professores é de mestres e doutores, vindos de Natal, Fortaleza, Caicó, alguns de Mossoró e outros que ainda estão fazendo preparação em Roma. "Nesse primeiro ano seremos eu e mais dois padre de Mossoró, além de outros de outras cidades. Mas futuramente chegarão mais professores", destacou.

Nesse primeiro ano, a prioridade para as vagas iniciais é para aqueles que passaram via processo seletivo, mas a partir de 2011, surgindo vagas, pessoas que já são formadas em outros cursos podem entrar através do reingresso. "Acho que de início não vai haver procura, por não ser uma profissão reconhecida. Mas a partir do segundo ano de instalação, os interessados já formados podem reingressar aproveitando as disciplinas já cursadas", disse padre Sátiro.

O CURSO — A duração do curso de Teologia será de quatro anos, com a carga horária de 3.600 horas. Serão 80 vagas iniciais, sendo 40 para ingresso no primeiro e 40 para ingresso no segundo semestre letivo de 2010.

As inscrições já poderão ser feitas do dia 1º ao dia 23 de dezembro, das 14h às 20h, na secretaria da Faculdade Diocesana, nas instalações do Colégio Diocesano Santa Luzia. A taxa de inscrição, no valor de R$ 50,00 deverá ser depositada no Banco do Brasil, agência 0036-1, conta-corrente 67.458-3, durante os dias de inscrição.

No ato da inscrição, o candidato deverá entregar os duas fotos 3x4 recentes, além dos documentos como: comprovante do pagamento da taxa de inscrição, ficha-requerimento de inscrição devidamente preenchida e assinada, contendo respostas para os questionários socioeconômico e cultural, copia do documento de identidade e CPF autenticadas e legíveis.

As provas serão aplicadas nos dias 09 e 10 de janeiro de 2010, das 8h às 12h, na Faculdade Diocesana. O acesso do candidato ao local de realização das provas será das 7h15 às 7h45.

A matrícula dos aprovados será realizada nos dias 08 e 09 de fevereiro. O início das aulas será em primeiro de março.

Milton Marques fecha compra de FM 95 Abolição (Mossoró)

A FM Abolição 95, de Mossoró, deverá ser controlada por grupo empresarial comandado pelo reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, o médico-empresário Milton Marques. Negócio fechado.

As conversas arrastavam-se por algumas semanas. Mas as partes chegaram a bom termo. Faltam detalhes burocráticos e levantamentos quanto ao passivo da emissora, para que os números finais sejam amarrados.

A FM 95 é comandada por grupo em que aparece como maior referência o ex-deputado federal Ney Lopes. Há tempos ele tentava vender a empresa, sem sucesso.

Vários interessados abriram entendimento, mas sem conclusão satisfatória. O mais recente seria o pastor Raimundo Ribeiro Soares, o "Missionário R.R. Soares", fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus.

Deficitária, a FM 95 passou a ser um ônus para Ney Lopes, que chegou a pedir R$ 3 milhões para passar a concessão. Pelo que apurou o Blog, de forma ainda extraoficial, os valores da negociação devem ficar em números mais modestos.

Depois trago mais detalhes. Aguarde.

P. S - Milton Marques tem paixão paralela pela área de comunicação. É o principal sócio da exemplar Rádio Princesa do Vale-AM (Assu) e da TV Cabo Mossoró (TCM).

Antes, ele comandou os primeiros anos da Rádio Libertadora-AM (Mossoró) nos anos 80. Saiu da sociedade por divergência com a cúpula do grupo Maia. Não aceitava que a emissora fosse transformada numa mera ferramenta de politicalha.

Extraido do Blog do Carlos Santos:

David Leite lança "Incerto Caminhar"

Editora Sarau das Letras lança hoje um novo título"Incerto Caminhar"do escritor David de Medeiros Leite.

Teremos a apresentação em noite de autógrafo do livro de poemas que acontecerá hoje a partir das 20h, nos jardins da TV Cabo Mossoró (TCM), na rua Dr. João Marcelino, 2010.

Professor e advogado, David Leite atualmente é chefe de Gabinete da Reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), mas já teve passagem por outros importantes cargos públicos, como diretoria do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), Abatedouro Frigorífico e Industrial de Mossoró (AFIM), Datanorte e chefia de Gabinete no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

ABRIGO RECEBE PRIMEIRA PARTE DA DOAÇÃO

Ontem à tarde, integrantes da confraria do COPÃO foram até o abrigo Amantino Câmara para entregar parte do valor arrecadado na campanha realizada em prol da instituição.

Na tarde de ontem foi aberta a urna beneficente, que ficou disponível para doações nas últimas QUATRO reuniões. O valor arrecadado foi R$ 900,00 (novecentos reais).

Ainda falta ser entregue o lucro da feijoada e outros itens objetos de doação.

Mossoró realiza primeiro júri da Justiça Federal

A Justiça Federal de Mossoró, através da 8ª Vara Federal, realizará o primeiro júri popular que acontecerá na próxima quarta-feira (2), às 13h, quando o réu Antônio Peixoto Queiroz Filho, acusado de tentativa de homicídio contra um policial federal, será julgado por júri presidido pelo juiz federal Antônio José de Carvalho Araújo.

Na ocasião, sete jurados farão parte do Conselho de Sentença. Além deles, participarão do júri o representante do Ministério Público Federal, dois advogados de defesa, o acusado, quatro testemunhas de acusação e três de defesa.

De acordo com a Justiça Federal, o crime que irá a julgamento ocorreu no dia 29 de outubro de 2004, quando Antônio Peixoto Queiroz Filho atirou contra o agente da Polícia Federal Joaquim Guerra Cabo.

Na oportunidade, Joaquim estava no exercício da função para cumprir um mandado de prisão da 3ª Vara do Júri de São Paulo contra o acusado. Mesmo não tendo atingido o policial, todos os seis disparos acertaram o veículo em que se encontrava o agente. O júri popular da Justiça Federal é o primeiro que acontece na cidade.

DVD "Samuca e suas samucadas"

Tudo começou como uma brincadeira entre amigos. No entanto, o que era para ser apenas um momento de entretenimento entre colegas de trabalho revelou um novo talento do humor potiguar. Assim, a brincadeira despretensiosa do farmacêutico, bioquímico e, agora, humorista Samuel Cândidu’s resultará em um DVD.

O show que servirá de base para gravação do primeiro DVD, intitulado "Samuca e suas samucadas", será hoje, a partir das 20h, no Cândidu's Restaurante. A apresentação será aberta para a comunidade em geral e terá como tema o "Peru do Samu", em virtude da proximidade do período natalino.

Forró do Tio Luís

O Forró do Tio Luís nasceu de uma reunião de amigos e agora toma ares de "gente grande" com a inauguração de sua casa própria - em frente ao Oba Show.

E começa bem com festão de abertura que acontece hoje e tem como atrações as bandas Brasas do Forró, Toca do Vale e Cavalo de Pau.

A Bagaça Produções não poupou esforços pra criar um espaço agradável, seguro e politicamente correto, haja vista que se localiza numa área não-residencial - por enquanto.

ECONOMIA

Investidores internacionais têm se interessado cada vez mais pelos potenciais do Rio Grande do Norte. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Segundo Paula, informa que uma missão empresarial do estado da Renânia-Palatinado vem ao Rio Grande do Norte no próximo mês de janeiro.

A visita que está prevista para acontecer na primeira quinzena de 2010, será composta pelo presidente do Parlamento da Renânia-Palatinado, Joachin Mertes, juntamente com empresários de diversos segmentos econômicos.

Palestra

Amanhã, às 14h, a Justiça Federal do Rio Grande do Norte promoverá palestra sobre "Reabilitação Profissional no INSS". Voltado para juízes, peritos, advogados, conciliadores e servidores da JFRN, a temática mostrará como o INSS realiza a reabilitação dos segurados, que foram incapacitados na função fim, para exercerem outras atividades. Participarão do evento a orientadora profissional do INSS em Natal, Célida Socorro Freire Martins; a coordenadora do Grupo de Médicos Assistentes Técnicos do INSS em Natal, Patrícia Araújo Freire, e a perita médica previdenciária Meire Gomes.

HUMBERTO FALA SOBRE SEGUNDA GESTÃO

Entrevistado ontem no programa Cenário Político (TV Cabo Mossoró - TCM), o presidente reeleito da Ordem dos Advogados do Brasil, Humberto Fernandes, falou a respeito dos projetos e metas para a sua segunda gestão. Dentre eles, Humberto citou o OAB Cultural, que visa estimular atividades de desporto e de lazer.

Humberto Fernandes também destacou que em sua segunda gestão, as mulheres terão participação mais efetiva nas discussões da instituição. O presidente da OAB mossoroense fez questão de dizer que as mulheres sempre estiveram integradas às ações desenvolvidas pela ordem, mas a ideia é aprofundar essa relação. Muito do ótimo e toca para adiante, Humberto.

THERMAS COMERCIALIZA ÁGUA MINERAL

O grupo controlador do Hotel Thermas de Mossoró deverá ingressar no ramo de água mineral a partir de 2010. A direção do grupo solicitou ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (IDEMA) licença para iniciar as atividades.

Jason Mraz -I'm Yours (live)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

SUSAN BOYLE - "I DREAMED A DREAM"


Aos 48 anos, Susan Boyle deve desbancar, com seu disco de estreia, jovens talentos revelados no show de calouros “Britain’s Got Talent”. Carrie Underwood, Adam Lambert e Leona Lewis estão entre os apadrinhados que lançam novos trabalhos no final deste ano, mas é a escocesa quem deve liderar as vendas. Isso porque, reconhecida como "fenômeno", Boyle conquistou fãs na internet com seu ar inocente e voz doce ao transformar em hino a canção "I dreamed a dream", que dá nome ao CD. Se "Wild horses", dos Rolling Stones, ganhou aqui uma interpretação emocionada, "You'll see", conhecida na voz de Madonna, vem com uma carga extra de dramaticidade, assim como a natalina "Silent night". Em "Cry me a river" ela se esforça para mostrar que também pode cantar jazz. Mas os arranjos caretas tornam o disco, de modo geral, um tanto cansativo.
Hoje, às 16h02, haverá abertura da urna da Confraria do Copão, utilizada para arrecadar fundos de apoio ao Abrigo Amantino Câmara. A TV Mossoró promete cobrir a iniciativa, que desencadeia outras de cunho social desse movimento detonado pelo blogueiro Erasmo Carlos(Tio Coloral).

Juízes Pedófilos


A Justiça pernambucana está envolta em um escândalo sexual de proporções inéditas que corre o risco de deixar uma nódoa em toda a magistratura do Estado. Investigações da Corregedoria do Tribunal de Justiça pernambucano constataram que dois juízes, que também atuam na Vara da Infância e Juventude, mantinham relações homossexuais com crianças e adolescentes em cidades do interior pernambucano. Um terceiro juiz continua sob investigação e corre o risco de ter o mesmo destino de seus pares pedófilos: afastamento temporário ou uma aposentadoria compulsória com pagamento integral de seus rendimentos no momento em que foram acusados pela corregedoria.

As penas para lá de suaves foram imputadas aos juízes Francisco de Assis Timótio Rodrigues, de São José do Belmonte (PE), e Max Cavalcanti de Albuquerque, de Palmeirina (PE). Apesar das graves acusações, os dois só foram afastados de suas funções por conta da insistência da Corregedoria Nacional de Justiça, que ameaçou intervir no TJ de Pernambuco se providências não fossem tomadas de forma imediata. Os dois juízes já vinham sendo investigados há meses, mas só a partir de setembro o tribunal decidiu agir por conta das pressões do corregedor nacional de Justiça Gilson Dipp, que tomou conhecimento dos fatos na festa de casamento de Laura Mendes, filha do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, em setembro.

"Nunca fiz festa com adolescentes, fizeram uma maracutaia comigo"
Francisco de Assis Timótio, juiz de direito

As acusações contra o juiz Francisco de Assis Timótio Rodrigues, de São José do Belmonte (PE), são as mais alarmantes, conforme documentos obtidos por ISTOÉ. Uma extensa investigação da Corregedoria-Geral de Justiça de Pernambuco confirmou que o magistrado "abusa sexualmente de adolescentes". Familiares das vítimas do juiz tiveram de mudar do município e outros parentes se recusaram a prestar depoimento, temendo represálias. As diligências da Equipe de Inteligência do TJ constataram que o magistrado promovia festas na piscina de casa com garotos. Até um padre teria participado das orgias. Políticos, lideranças locais e integrantes da PM também eram assíduos da casa do juiz, segundo relatório da Corregedoria de Justiça de Pernambuco. Um coronel da PM estaria envolvido.





"As denúncias não são verdadeiras, tudo isso é leviandade", defende-se o juiz Assis Timótio. "Nunca fiz festa com adolescentes. Os adversários políticos fizeram essa maracutaia comigo", defendeu-se em entrevista à ISTOÉ. Mas, segundo o próprio TJ de Pernambuco, o caso é ainda mais grave. Como queima de arquivo, três pessoas teriam sido mortas "por saberem detalhes da vida privada" de Assis Timótio, que foi afastado do cargo, mas não foi demitido.

Em Palmeirina (PE), a denúncia envolve o juiz Max Cavalcanti de Albuquerque. Ele foi acusado de envolvimento com um menor desde a época em que o garoto tinha 10 anos de idade. De acordo com o relatório da Corte Especial do TJ, Max dividia uma cama de casal com o menino. Uma das testemunhas do caso, a empregada doméstica Sandra da Silva, diz ter ficado surpresa ao ver o garoto saindo do quarto do juiz pela manhã. Em um estudo psicossocial, o menino tentou ocultar que dormia na cama do juiz, mas reclamou aos especialistas: "Metade da cidade diz que sou o veado do juiz." O juiz Max Cavalcanti foi aposentado compulsoriamente pelo TJ. Em entrevista à ISTOÉ, ele se defende: "Isso é uma acusação de cunho político que não está provada. Fui orientado pelos meus advogados a não dar declarações a este respeito."

Os casos pernambucanos são apenas a ponta de um iceberg que está deixando a cúpula do judiciário estarrecida. No Acre, a CPI da Pedofilia da Assembleia Legislativa quer investigar denúncia de envolvimento do juiz Pedro Luiz Longo com menores. Ele é da Vara de Família de Rio Branco. "Os casos de pedofilia envolvem geralmente pessoas influentes. O caso do juiz Pedro Luiz Longo foi arquivado na Justiça, mas queremos investigar na CPI. Imagina investigar um juiz, se não posso investigar nem um cidadão comum?", lamenta o deputado estadual Donald Fernandes (PSDB), relator da CPI da Pedofilia.

O juiz Antonio Carlos Branquinho, do Tribunal Regional do Trabalho do Amazonas, flagrado em pedofilia em julho, em Tefé, conseguiu evitar sua convocação na CPI da Pedofilia no Senado Federal, no dia 18 de agosto. Ele impetrou habeas-corpus no STF e o ministro Marco Aurélio Mello suspendeu cautelarmente a presença do magistrado. O juiz não acredita que será chamado a depor em Brasília. "O processo corre em segredo de Justiça e não tenho nada a dizer a você", disse o juiz Branquinho à ISTOÉ. Ele questiona no STF os "limites de poderes de investigação" de uma CPI.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Advogados devem justificar ausência em votação da OAB

Os advogados que não votaram nas eleições para as seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil têm um mês para justificar a ausência, contados a partir da data da eleição. Quem não atender ao prazo terá que pagar multa de 20% da anuidade.

Para justificar, é preciso entregar um requerimento à diretoria do Conselho da Seccional em que o advogado é registrado, confome o artigo 134 do Regulamento Geral da entidade. O documento deverá estar acompanhado de comprovante da alegação.

Segundo o regulamento, o “voto é obrigatório para todos os advogados inscritos da OAB, sob pena de multa equivalente a 20% (vinte por cento) do valor da anuidade, salvo ausência justificada por escrito, a ser apreciada pela Diretoria do Conselho Seccional”. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB.


Conciliação exige juiz que minimize os conflitos

POR VLADIMIR PASSOS DE FREITAS


O Poder Judiciário é o órgão natural de solução de conflitos. Mas sempre se procurou, através de soluções alternativas, outras formas de composição. A Constituição Imperial de 1824, no art. 161, dispunha: “Sem se fazer constar, que se tem intentado o meio da reconciliação, não se começará Processo algum.” Portanto, há quase 200 anos já havia a conciliação prévia como antecedente obrigatório da ação judicial.

Atualmente, no Brasil, o acesso ao Poder Judiciário é livre e “a lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito.” (CF, art. 5º, inc. XXV). Mas nada impede que existam outras formas de conciliação extra-judiciais. Sempre na busca de decisões mais informais e rápidas.

As principais são a arbitragem e a mediação, previstas na Lei 9.307/96. Entretanto, ainda não caíram no hábito do brasileiro. Na arbitragem, as partes elegem no contrato uma Câmara para decidir sobre eventual controvérsia jurídica. Na mediação, um terceiro será encarregado de reunir as partes para atuar como facilitador na busca de um acordo.

Além destas duas vias alternativas, há outras iniciativas a merecer destaque. Por exemplo, o Ministério da Justiça, junto com outros órgãos, instituiu o Programa Justiça Comunitária no Distrito Federal. Nele, agentes comunitários, pessoas da própria comunidade, são os principais operadores, através de serviço voluntário (vide Justiça Comunitária, uma experiência. MJ, Brasil, 2008).

Na Advocacia-Geral da União (AGU) instituiu-se a Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal, com grande sucesso (www.conjur.com.br, 21/8/2009). A FIESP tem a sua Câmara de Mediação e Conciliação (Camfiesp), que oferece atendimento jurídico a empresas com pendências contratuais. Há, ainda, soluções tribais nos povos indígenas, acordos em inquéritos civis perante o MP e em processos administrativos junto aos órgãos ambientais. A CF, no art. 98, II, prevê a ação de Juízes de Paz, mas pende de regulamentação.

No entanto, o que aqui será abordado é a busca de conciliação dentro e pelo Poder Judiciário.

No exterior, há soluções interessantes. Na Argentina a Lei 24.573/96 impõe a obrigatoriedade da tentativa de mediação antes do ingresso em Juízo, salvo as hipóteses excepcionais previstas no art. 2º (v.g., processos penais). No Panamá a Suprema Corte criou um Centro de Mediação, pela Resolução 294, de 2001 (http://www.organojudicial.gob.pa). Nos Estados Unidos há previsão em todas as Cortes Federais e Estaduais. Os sites fornecem todos os detalhes e recomendam a negociação. Por exemplo, a Justiça Federal de Boston, MA (http://www.mad.uscourts.gov/resources/pdf/adr.pdf#search=%22mediation%22) ou a Justiça do Estado de Maryland (http://www.courts.state.md.us/district/forms/general/dc044br.html).

No passado, no processo tradicional, o juiz recebia as alegações das partes, aguardava a produção de provas e proferia sentença. Nos últimos anos, iniciou-se forte movimento para que o juiz busque a composição dos litígios. O CPC tem previsão expressa nos artigos 125, IV, 331 e 447. E o CNJ editou a respeito a Recomendação 6, promovendo anualmente semanas da conciliação.

O problema é que os juízes, como todos os profissionais do Direito, não foram preparados para negociar, aproximar, conciliar. Os cursos de Direito ensinam a lutar. As pessoas, muitas vezes, consideram bom advogado aquele que briga, que enfrenta as autoridades.

É preciso alterar esta postura. A começar pelas faculdades de Direito, que devem introduzir nos seus currículos as soluções alternativas de conflitos. Por sua vez, as Escolas da Magistratura precisam capacitar juízes e servidores para a conciliação. Aulas de psicologia, relações humanas, técnicas de aproximação, devem ser ministradas.

O juiz conciliador não deve se limitar a perguntar, de forma protocolar, se há proposta de acordo e, se não houver, prosseguir indiferente ao drama que se desenvolve à sua frente. Deve agir com habilidade, minimizar o conflito, jamais usar palavras negativas, não discutir culpa, ser informal, amigável, prestar a atenção na linguagem corporal, identificar quem manda, inspirar confiança e, acima de tudo, ser insistente. Se tiver que adiar a audiência para tentar a transação dias depois, deve fazê-lo.

A transação, por vezes, é a única forma de encerrar o conflito. A sentença nem sempre termina a querela. Se a desavença permanecer, ela ressurgirá mais tarde, sob outro pretexto. O acordo evita recursos e ainda evita a execução, quase sempre demorada.

Não se imagine que só em disputas entre particulares é possível o acordo. Ações envolvendo o SFH são objeto de conciliação em todo o país. Ações envolvendo o FGTS, diferenças no saldo da poupança, direitos previdenciários também podem terminar desta forma. E mais. Ainda que possa parecer estranho, o Judiciário pode e deve antecipar-se ao litígio. Atuar na fase pré-processual, estimulando as partes a conciliar-se. Por exemplo, criando um setor específico de conciliação antes de distribuir a ação.

Por outro lado, advogados e agentes do MP tem um papel importante na busca do acordo. Devem auxiliar o juiz na formulação de propostas, orientar a parte, contribuir para que o litígio tenha um bom final. Voluntários podem auxiliar o juízo ouvindo as partes e auxiliando na busca do acordo, deixando ao juiz apenas a homologação e mais tempo para dedicar-se aos outros processos da Vara.

A literatura ainda é escassa nesta área. Todavia, boas noções fornece o livro organizado pelo juiz de Direito André Gomma de Azevedo, Manual de Mediação Judicial, editado pelo Ministério da Justiça, em 2009.

Em suma, na sentença ocorre o ganha/perde e na conciliação o ganha/ganha. Todos saem beneficiados. Se formas alternativas de composição não forem encontradas, o Judiciário sucumbirá debaixo de milhões de processos. Há que se mudar a cultura, aceitar o novo, nele envolver-se e prestigiar a conciliação como a melhor solução.


Comentário em blog gera indenização de R$ 16 mi

Por conta do comentário de um internauta em seu blog, o estudante de jornalismo Emílio Moreno da Silva Neto, de 33 anos, morador de Fortaleza (CE), foi condenado pela Justiça cearense no mês de julho a pagar uma indenização de R$ 16 mil.

Emílio perdeu o prazo para recorrer e, no último fim de semana, recebeu uma notificação de penhora de bens para o pagamento do valor.

O caso começou em março do ano passado, quando o universitário repercutiu em seu blog uma briga entre dois estudantes do Colégio Santa Cecília, na capital cearense. No comentário, um internauta insultou a diretora, uma freira chamada Eulália Maria Wanderley de Lima, e criticou sua atuação na intermediação da briga dos estudantes.

No segundo semestre do ano passado, a diretora da escola abriu uma ação por danos morais contra o blogueiro. Nas quatro primeiras audiências, segundo informações do Tribunal de Justiça do Ceará, o estudante compareceu e a diretora, não. Ela alegou viagens e outros compromissos profissionais.

Na quinta audiência, foi o estudante quem faltou, mas, ao contrário da diretora, não deu justificativas. Por conta disso, o juiz aceitou a ação e o condenou ao pagamento de 40 salários mínimos, o equivalente a R$ 16,6 mil na época. Emílio perdeu o prazo para recorrer e a ação transitou "em julgado" -- ou seja, não há mais possibilidade de recursos.

No último sábado, dia 21 de novembro, Emílio foi notificado sobre o mandado da Justiça de penhora de bens para pagar a quantia e tem possibilidade de tentar reverter a penhora.

O estudante afirma que não tem bens para serem penhorados e alega que tentou resolver o caso "amigavelmente". "O que eu realmente lamento é que não tenha havido um diálogo mais tranquilo, sem que houvesse a necessidade de uma ação na Justiça. Ofereci direito de resposta, apaguei de imediato o comentário. Enfim, acho que tudo isso é fruto de um grande equívoco. Lamento realmente."

Exclusão do comentário

O advogado Helder Nascimento, que defende a diretora da escola, porém, diz que antes de protocolar a ação pediu para que o comentário fosse retirado. "Pedimos para retirar e ele não retirou dizendo que era cerceamento da liberdade de expressão. Solicitamos que informasse quem era o titular do e-mail e ele se recusou. Não podemos deixar um cliente ser violentado."

Na versão do blogueiro, cerca de dois meses após o post e o comentário um escritório de advocacia da capital cearense entrou em contato com ele.

"Eles queriam, por telefone, que eu identificasse o autor do comentário. (...) No início achei que fosse algo muito estranho. Uma pessoa me liga e pede a identificação de um comentarista do blog. Eu não passei. Consultei o sindicato dos jornalistas do Ceará, a assessoria jurídica deles e no início de setembro chegou o mandato de citação do 11º Juizado Especial Cível."

O estudante afirma que, embora não tenha passado a identificação de imediato, retirou o comentário do ar após o primeiro contato. "A minha intenção desde o princípio foi produzir conteúdo relevante e acima de tudo, local. Nunca tive a intenção de promover ataque nenhum a ninguém."

Segundo Emílio, o e-mail dado pelo internauta era falso.

O advogado da freira, Helder Nascimento, diz que a Justiça avaliou o caso como "violação do direito de imagem". "Ele (Emílio) é o responsável pelo blog e foram veiculadas matérias ofensivas à pessoa que é uma religiosa, uma freira. E isso foi interpretado como excesso na liberdade de expressão."

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR com G1

Eleição no Sindicato dos Servidores da Saúde do RN

três chapas estão na disputa pela presidência do Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte, cujas eleições estão previstas para os dias amanhã e quinta-feira. A chapa 3, denominada "Renovação e Luta - Para Mudar de Verdade", conta com 4 representantes de Mossoró: os agentes comunitários de saúde Gilberto Pedro (coordenação geral) e José Henrique Fernandes Neto, além de Glizóstia Maria da Silva e Francisco Kennedy, ambos lotados no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM).

Distúrbios do Sono

Em coquetel para a imprensa, classe médica e parceiros, será inaugurado hoje, em Natal, o Instituto de Medicina do Sono de Natal. O evento será realizado no espaço MedSono, no Tirol. O MedSono nasceu com a missão de cuidar de pessoas envolvidas com problemas de distúrbios do sono. Segundo a neurologista Isadora Pereira Queiroz, a trajetória da MedSono teve início em 2005, com a abertura do laboratório para exames de polissonografia. Desde então, evoluiu em diagnósticos e tratamentos de diversos distúrbios do sono e se transformou em uma clínica especializada. Em setembro de 2008, firmou convênio com a Clínica Pedro Cavalcanti, no Consórcio de Distúrbios do Sono. Hoje, a equipe médica especializada em medicina do sono é formada por dois especialistas em neurologia e neurofisiologia, e uma pneumologista.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Canal do STF no YouTube dá dicas sobre como montar um escritório de advocacia

Veja no destaque do Canal do STF no YouTube (www.youtube.com/stf) reportagem que dá dicas para bacharéis em direito interessados em montar um escritório de advocacia. A matéria foi produzida a partir de uma sugestão de pauta enviada pelo internauta Fábio Luiz Pereira da Silva, do Mato Grosso do Sul. Ele mandou a mensagem ao Canal do STF no YouTube para parabenizar a iniciativa da Corte, que classificou como “muito importante”.

No e-mail, Fábio Luiz aproveitou para pedir a produção de uma matéria que abordasse a gestão de escritórios de advocacia e a melhor forma de fazer a divisão de despesas entre os associados.

A reportagem mostra que o bacharel em direito que deseja montar um escritório de advocacia deve se inteirar sobre a Lei 8.906/94, que prevê regras para a sociedade entre advogados, estipula a responsabilidade de cada sócio e determina como deve ser feita a divisão dos lucros. Conheça também experiências de sucesso na área e saiba quais os primeiros passos para obter êxito na carreira.

Vice-governador anuncia convocação de 650 aprovados em concurso da PM

vice-governador Iberê Ferreira de Souza acaba de anunciar a convocação de mais 650 aprovados no último concurso da Polícia Militar realizado em 2005. Desses, 542 serão incorporados.

A listagem com o nome dos aprovados sairá na edição desta terça-feira (24) do Diário Oficial do Estado. Os candidatos devem procurar o quartel do Comando da Polícia Militar a partir de amanhã.

Dos 650 convocados, 390 irão para batalhões em Natal e na Grande Natal, 80 para Caicó, 239 para Pau dos Ferros e 41 serão encaminhados para Nova Cruz.

A expectativa do vice-governador é que os aprovados passem pelo treinamento e possam ser incorporados a partir de julho do próximo ano.

Câncer mata ex-prefeito Celso Pitta


Faleceu, na noite de sexta-feira, aos 63 anos, o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta. Ele vinha lutando contra um câncer e estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. O velório ocorreu Sabado às 12 horas na Assembleia Legislativa.

O estado de saúde de Pitta se agravou muito nos últimos dias e o quadro já estava irreversível. No dia 24 de janeiro, o ex-prefeito passou por uma cirurgia no mesmo hospital para retirada de um tumor no intestino. A esposa de Pitta, Rony Golabeck, passou a madrugada no hospital.

Celso Pitta esteve à frente da Prefeitura de São Paulo de janeiro de 1997 e dezembro de 2000. O mandato foi marcado por suspeitas de corrupção, com denúncias surgindo em março de 2000, principalmente por parte de sua ex-esposa, Nicéia Camargo. As denúncias envolviam vereadores, subsecretários e secretários - entre as denúncias, está o escândalo dos precatórios.

O advogado responsável por ações na área de família do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta, Reno Battaglia, informou, em entrevista no hospital Sírio-Libanês, que na avaliação do próprio Pitta houve um agravamento de sua doença em decorrência do que ele passou em 2008 e 2009. Ele se referia a processos judiciais enfrentados pelo ex-prefeito na área de família e da Operação Satiagraha da Polícia Federal. O processo desta operação da PF está tramitando na Justiça desde 2008.

Segundo o advogado, Pitta enfrentou a doença com muita bravura. "Ele continuou fazendo exercícios e manteve sua dieta, porque era diabético", afirmou. Ele ressaltou que o ex-prefeito passava por dificuldades financeiras conhecidas, "inclusive não tendo como pagar pensão alimentícia" à ex-mulher Niceia Camargo.

Pitta chegou a cumprir prisão domiciliar, por 30 dias, em maio deste ano em decorrência do não-pagamento da pensão alimentícia à ex-mulher.

De acordo com Battaglia, os processos em que Pitta estava envolvido terão continuidade mesmo após o falecimento do ex-prefeito, para apurar responsabilidades. Ele informou ainda que o patrimônio de Celso Pitta está bloqueado.

Humberto Fernandes é reeleito à OAB com noventa e sete votos de maioria


O advogado Humberto Fernandes, candidato da chapa 1, "OAB Forte e Respeitada", foi reeleito com 97 votos de maioria para a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional de Mossoró.

As eleições aconteceram Sexta-Feira (20) durante todo o dia , com a participação de 605 bacharéis. De acordo com o atual presidente da Ordem, Lindocastro Nogueira, estavam aptos a votar 840 profissionais. "A participação superou nossas expectativas, uma vez que esperávamos uma média de 500 advogados vindo votar", confessa ele.

No total, Humberto Fernandes fechou o pleito com 345 votos, obtendo maioria nas duas urnas à disposição da votação (192 votos em uma delas e 153 na segunda). Em contrapartida, a candidata da oposição, bacharel Samara Couto, obteve 242 votos.

Humberto Fernandes reassume a presidência no dia 1° de janeiro de 2010, para um mandato de mais três anos à frente da Ordem. Sete mandatos compõem a história da instituição em Mossoró. "É um momento de vitória. A OAB deu a resposta: devemos continuar fortes contra forças de fora", comemora ele.

A abstenção foi de 235 votantes. Já, para os candidatos à OAB estadual, em Mossoró, a vitória também foi para a chapa 1, encabeçada pelo candidato Paulo Eduardo, com 322 votos; já, a bacharel Lúcia Jales, da chapa 2, ficou com 182, e Josaniel, da chapa 3, teve 91 votos.

O mesmo resultado majoritário seguiu no tocante ao Estado. O candidato Paulo Eduardo obteve 1.620 votos, tendo ganhado em todas as urnas da capital; a advogada Lúcia Jales, da chapa 2, conseguiu 754 votos, e o candidato da chapa 3, Josaniel Fonseca, 719 votos.

AVALIAÇÃO
O atual presidente da Ordem em Mossoró, Lindocastro Nogueira, avalia que o pleito se conclui de forma positiva. "A OAB vive um momento importante, em que toda a categoria debateu assuntos importantes e se envolveu com pleito", reforça ele.

Já, o reeleito Humberto Fernandes comemora o feito e confessa que dará continuidade ao trabalho desenvolvido no primeiro mandato.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009


Um dia depois de perder o volante Maldonado, machucado, o técnico Andrade ganhou o reforço do volante Kléberson, que voltou a treinar na tarde de ontem - o jogador se recuperou de uma luxação no ombro direito e poderá participar dos últimos jogos do Flamengo no Brasileirão.

ATAQUES ATÉ CONTRA ESTE ESCRIBA

A guerra travada por advogados em torno da disputa pela presidência da OAB mossoroense tem sobrado até para quem não tem absolutamente nada a ver com esse embate. Soube ontem que até mesmo este humilde escriba provinciano que nem advogado é, tem sido alvo de alguns devaneios sem futuro. Arre.

Extraido da coluna penso logo

quarta-feira, 18 de novembro de 2009


No próximo domingo, a partir das 12h, a confraria do COPÃO promoverá uma feijoada em benefício do abrigo Amantino Câmara. O evento será no Scream, ali próximo a caixa d’água da Ufersa.

Aberto para a sociedade em geral, quem adquirir a senha poderá desfrutar da ótima feijoada e seus acompanhamentos, de caipiroska/caipirinha free, sinuca, piscina, música ao vivo etc. Além, é claro, de ajudar aos idosos do abrigo Amantino Câmara.

A senha custa R$ 20,00 e pode ser adquirida no Bagdad Café.

O supermercado Cidade doou todos os ingredientes para a feijoada. O momento é de união em prol dos idosos do Amantino Câmara.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

POLITICAGEM NÃO COMBINA COM OAB

O fato de sermos seres sociais implica a imanente e cogente existência da política como condição sine qua non para a interação e conseqüente sobrevivência e evolução da humanidade.

Outra característica indissociável do homem é a sua individualidade, o que gera diversidade, que, por sua vez, faz aparecer conflitos. Assim, o Direito se torna uma ciência impostergável para a manutenção do almejado equilíbrio social. E dentro dessa área do conhecimento humano protagoniza o Advogado, profissional que não pode escolher este labor com vistas apenas no mercado de trabalho, mas tem de se sentir vocacionado para, dentro de uma perspectiva sacerdotal, abraçar a defesa e o alcance do pleno fulgurar da justiça que, muita vezes, vai de encontro as leis do capitalismo selvagem que nos é empurrado goela abaixo no mundo hodierno.

Esse Advogado, diante de sua suprema importância, é o único profissional citado na nossa Constituição Federal, Bíblia do Estado brasileiro, como sendo essencial à administração da justiça. Justiça vista como valor máximo de uma sociedade, onde a sua falência arrasta todas as instituições e todo o povo para o poço da miséria de valores.

Ciente de seu relevante papel social, que sobrepuja sua individualidade como ser e se impregna e se confunde com a defesa da sociedade e de seus princípios basilares, o Advogado pátrio nunca se deixou amordaçar, nem se encabulou diante das ameaças que tentaram cutilar de morte a essência deste país. Nem a ditadura militar, que conseguiu sufocar muitos setores da sociedade foi capaz de, com suas bombas e ameaças, mitigar o grito forte dos Advogados brasileiros. Numa realidade mais recente, esses mesmos Advogados não ficaram quietos quando os Poderes da nação tentaram ferir a ética, a moral e a nossa própria Carta Magna. Foi assim com o ataque a PEC do Calote, com a indignação da tentativa de fazer com que os suplentes de vereadores assumissem no apagar das luzes, com a repulsa frente aos chamados atos secretos do Congresso Nacional... No cenário local, não podemos olvidar da luta em prol da moralidade política frente a inúmeros escândalos, entre tantas outras porfias.

Ocorre, que eivado por uma distorção do que vem a ser política, aquela ciência concomitante a idéia de coletividade, um certo advogado, com a imponência conhecida de sua voz, em uma entrevista a uma rádio da Capital potiguar, afirmou que os advogados eram partícipes de um pacto de mediocridade e silêncio.

Em meio a um pleito eleitoral que elegerá a próxima composição da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional do Rio Grande do Norte, esqueceu ele do que é verdadeiramente política e aderiu a politicagem, e mais, esqueceu que estava a falar dos Advogados, que nunca esmaeceram suas forças diante de nenhuma luta.

Como ele pode aventar a possibilidades dos Advogados serem medíocres e silentes? Não conhece a linda história da advocacia, nem muito menos sua realidade, que pulsa como orgulho no coração e na alma de seus integrantes.

Talvez levado pelo desespero da derrota massacrante tenha preferido largar a Constituição e ter como livros de cabeceira O Príncipe e A Arte da Guerra.

Acontece que seus instrumentos de guerrilha, escolhidos para um cenário, repito, de politicagem, este despiciendo em qualquer contexto social, feriram aqueles a quem ele pretendia, com toda a carga pejorativa que esta expressão pode ter, representar.

Política não se faz com ataques, com alienações, nem com agressões.

Política é a arte da construção em prol de um todo, e as coisas vistas como erradas devem ser objeto de propostas construtivas. E agressão não constrói.

Para dirigir a instituição representativa dos Advogados tem de ser um verdadeiro líder legitimado pela forma como encara esse verdadeiro sacerdócio social, que eleve a OAB a potestade que é só dela. E alguém que usa de expedientes maquiavélicos, que fere e fala mal da classe dos Advogados, não merece sequer dela fazer parte.

É pela existência de pessoas assim que a sociedade está apodrecida.

DEYWSSON MEDEIROS GURGEL

OAB/RN 6712

COMISSÃO DE DEFESA DAS PRERROGATIVAS

e-mail: Medeiros.gurgel@oab-rn.org.br

É sério!

Veja o que disse William Bonner, apresentador do Jornal Nacional da Rede Globo, em palestra na Universidade de Brasília, explicando o orçamento do Jornal Nacional: "O dinheiro vem apenas da publicidade, nós não temos Baú da Felicidade ou Igreja Universal do Reino de Deus". E não se fala mais nisso. BOA NOITE!

Pense numa coisa complexa

A solução para a violência está no investimento em políticas sociais para quem está nas ruas e não no endurecimento das normas carcerárias para quem já está preso. Mas o Brasil teima em inverter a equação. A CCJ do Senado aprovou, entre outros pontos, o aumento do tempo de encarceramento (um sexto para um terço) para que os presos de bom comportamento pleiteiem o cumprimento do restante da pena em regime semiaberto. Então, de que vale ter esse bom comportamento? O projeto é só farol, é só palanque: não estanca o crescente índice de jovens que caem na marginalidade e é isso que aumenta a violência. Na era da genética, da neurociência e da biopsicologia, o que resolve é política de saúde pública de detecção e tratamento do transtorno de personalidade antissocial.

Morte por Pedro Bial

Assisti a algumas imagens do velório do Bussunda, quando os colegas do Casseta & Planeta deram seus depoimentos,
parecia que a qualquer instante iria estourar uma piada,estava tudo sério demais, faltava a esculhambação, a zombaria, a desestruturação da cena,
mas nada acontecia ali de risível, era só dor e a perplexidade, que é mesmo o que causa em todos os que ficam.
A verdade é que não havia nada a acrescentar no roteiro:
a morte por si só, é uma piada pronta.
A morte é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário.
Tem planos para semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório...
Colocar gasolina no carro e no meio da tarde...
MORRE.
Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu?
O livro que ficou pela metade?
O telefonema que você prometeu dar a tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER...
A troco de que?
Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviram para nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente.
Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego. Mas não desistiu.
Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de duvidas quanto à profissão escolhida...
Mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outro, tudo isso termina...
Numa colisão na freeway...
Numa artéria entupida...
Num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis...
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas...
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas...
A apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você que dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manha.
Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito...
Isso é para ser levado a sério?
Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem vindo...
Já não há muito mesmo a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas.
ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo?
Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas.
Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas.
Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da vida...
Perdoe...
Sempre!!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Copão na Sexta Feira 13


hoje é sexta-feira, e é 13. Dá azar não ir para a confraria do COPÃO, parada obrigatória antes do Mossoró Mix. A Reunião do Copão, confraria da sexta-ferira que reúne twitteiros, blogueiros, jornalistas, desocupados, rezadeiras, advogados, políticos, estudantes, agitadores culturais etc., reuni-se hoje a partir das 19h no "Picanha Grill" (Nova Betânia, Mossoró).